Área Restrita

Receba nossos conteúdos

todas as matérias

29/03/2018

Exposição de produtos: técnicas avançadas para vender mais

Exposição de produtos: técnicas avançadas para vender mais

Expor corretamente os produtos em uma loja é tão importante quanto fazer um bom marketing e contratar bons vendedores. A boa demonstração de produtos no ponto de vendas pode influenciar diretamente o consumidor e atraí-lo a comprar um produto ao invés de outro.

Conheça as principais táticas de exposição de produtos em lojas e veja como utilizá-las para atrair a atenção do cliente e vender mais:

Exposição de produtos: conheça a triangulação

Vamos lembrar ao longo das dicas que o visual influencia muito a experiência de compra do cliente. A forma como os produtos são dispostos afetam a percepção dos consumidores e pode levá-los a decidir mais facilmente por comprar algo.

A triangulação funciona, como o nome já diz, expondo mercadorias em formato triangular, especialmente em paredes da loja ou em vitrines. Ao invés de expor os produtos em linhas retas, optar por colocá-los á mostra em formato triangular, com dois produtos acima e um embaixo, por exemplo, deixa a exposição mais arrojada e passando uma sensação de movimento, quebrando a dureza das linhas retas. 

 

Essa tática vai funcionar perfeitamente em lojas que ofereçam produtos que se complementam. Lojas de roupas e acessórios, por exemplo, são as que vão se beneficiar mais facilmente desse tipo de exposição. Como o espaço triangulado não é totalmente preenchido, vale colocar produtos menores e diferentes, mas complementares, entre os já expostos. Ao expor camisetas em formato triangulado, aproveite para preencher o espaço com acessórios e sapatos, por exemplo.

Categorização de produtos e suas vantagens

Clientes fiéis a uma loja sempre são aqueles que saem de lá com uma experiência agradável e memorável. As compras precisam ser prazerosas, fáceis e sem obstáculos para os clientes. Além de ter boas táticas de vendas e um visual agradável na loja, cabe aos lojistas outras formas de proporcionar uma experiência de compra mais positiva.

A categorização age aí. Essa técnica de exposição de produtos consiste em organizar e dispor mercadorias similares a fim de facilitar a experiência do cliente na loja e estimular a venda de mais produtos como consequência.

Categorização de produtos, na prática, significa agrupá-los de acordo com alguns critérios, que vão variar de acordo com o tipo de loja e sua estratégia. Imagine uma loja de produtos esportivos. Quem vai procurar por um tênis para usar na academia provavelmente vai se interessar por produtos que complementem essa atividade. Por isso, que tal dispor bem próximo aos sapatos uma linha de roupas de ginástica? Com os produtos lado a lado, o cliente pode se "lembrar" que precisa também de roupas e mais ainda: já visualizar como fica o look completo para as aulas da academia. Assim, fica muito mais fácil chamar sua atenção e estimular a compra de outros produtos junto com o tênis.

A categorização de produtos também funciona considerando preços, marcas e qualidade. Alinhar os itens seguindo essa lógica facilita para clientes que consideram esses fatores como muito importantes na hora da decisão de compra. 

O que os dois exemplos têm em comum e toda forma de categorização de produtos exige é organização. Ao utilizar essa técnica, tenha sempre em mente o objetivo de ser coerente com as categorias a fim de economizar tempo do cliente e facilitar que ele encontre produtos complementares e que realmente façam sentido parar para ver.

Áreas nobres da loja: quais são e como usar

Outra forma de trabalhar bem a exposição de produtos no visual merchandising é diferenciar e trabalhar as áreas nobres da loja. Essas áreas são conhecidas pela sua maior exposição e visibilidade pelo consumidor.

Geralmente, as áreas nobres de uma loja são aquelas que o consumidor visualiza logo de cara, na frente e nos corredores principais da loja. Mais especificamente, as áreas nobres estão à altura dos olhos, o que reforça a ideia de que elas têm sempre um acesso mais fácil.

Nessas áreas, a dica é simples: a exposição de produtos deve ser daqueles de alto giro, que saiam com mais facilidade e ofereçam maior margem de lucro. Basicamente, o que deve ser exposto nas áreas nobres é o que combina a facilidade de vender com uma margem de lucro melhor. Usando as dicas de categorização e exposição de produtos, mais a ideia de posicioná-los nas áreas certas, pode ter certeza que os resultados serão melhores.

E então, gostou das nossas dicas? Não deixe de compartilhá-lo! E se quiser saber mais sobre dicas para negócios no varejo e empreendedorismo, é só assinar nossa newsletter. Preencha seu e-mail no topo da página e receba nossos conteúdos exclusivos